Translate

terça-feira, 5 de abril de 2016

Restauração financeira

Precisamos alinhar nossa vida financeira à Palavra de Deus, porque não podemos permitir que ela nos tire do centro da vontade de Deus ou até mesmo nos tire a salvação. Muitos cristãos estão sendo destruídos na vida financeira, não por causa do diabo, mas por falta de sabedoria.

A Palavra de Deus declara em:
  • (Provérbios 4:7) “A sabedoria é a coisa principal; adquire pois a sabedoria, emprega tudo o que possuis na aquisição de entendimento."
O entendimento da Palavra de Deus vale mais do que todo o investimento empregado para conquistá-lo.

Temos de investir:

Oração:
  • (Tiago 1:5) “E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada."

Tempo e dinheiro... Para crescermos em sabedoria... A nossa vida depende disso...


Para iniciar essa ministração nós temos que entender...
O que é prosperidade bíblica?

A palavra prosperidade além de riquezas, inclui:
  • Saúde
  • Bem estar
  • Paz
  • Totalidade
  • Segurança
  • Saúde
  • Sossego
  • Tranquilidade
  • Satisfação


O que a Palavra de Deus declara sobre prosperidade?

Vamos ler alguns versículos...

(Salmo 35:27) “Cantem e alegrem-se os que amam a minha justiça, e digam continuamente: O Senhor seja engrandecido, o qual ama a prosperidade do seu servo."
  • Ama – Deus tem prazer na prosperidade dos seus servos.

(Filipenses 4:19) “O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus."
  • Suprirá – Tornar cheio, completo, suprir liberalmente...

(Deuteronômio 8:18) “Mas, lembrem-se do Senhor, do seu Deus, pois é ele que lhes dá a capacidade de produzir riqueza, confirmando a aliança que jurou aos seus antepassados, conforme hoje se vê."
  • Produz riqueza – Fartura.

(Provérbios 10:22) “A bênção do Senhor traz riqueza, e não inclui dor alguma."
  • Traz riqueza – Torna rico.
  • Dor – Ferida, trabalho árduo.

(Mateus 6:33) “Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas."
  • Reino de Deus – Governo de Deus.
  • Justiça – Vida íntegra; pensamento, sentimento e ação corretos.
Nós vemos...
  • Que Deus é generoso.
  • Ele quer que prosperemos.
Mas... Temos que viver segundo à Sua Palavra.

Todos os cristãos são abençoados por Deus

Embora atualmente está parábola tem sido utilizada para ensinar sobre os nossos dons, ministérios e todos os tipos de habilidades pessoais, no original grego ela fala de finanças.

Aprendemos com o Senhor Jesus:

(Mateus 25:14-30)
14 "E também será como um homem que, ao sair de viagem, chamou seus servos e confiou-lhes os seus bens.
  • 100% é de Deus.
Somos apenas administradores das bênçãos que Deus coloca em nossas mãos.

Bens (grego):
  • Prosperidade
  • Possessões
  • Mercadoria
15 A um deu cinco talentos, a outro dois, e a outro um; a cada um de acordo com a sua capacidade. Em seguida partiu de viagem.
  • Ninguém pode reclamar que não está recebendo nada. Todos receberam.
  • Recebemos de Deus conforme a nossa capacidade (habilidade, inteligência, sabedoria, competência).
  • A nossa capacidade administrativa pode ser desenvolvida.
Só para entendermos melhor, em Israel:
  • 1 talento de prata = 45 kg
  • 1 talento de ouro = 91 kg

16 O que havia recebido cinco talentos saiu imediatamente, aplicou-os, e ganhou mais cinco.
17 Também o que tinha dois talentos ganhou mais dois.
18 Mas o que tinha recebido um talento saiu, cavou um buraco no chão e escondeu o dinheiro do seu senhor.
19 "Depois de muito tempo

Deus é longânimo.

o senhor daqueles servos voltou e acertou contas com eles.


Vemos... Que tem o dia do acerto de contas...
Seremos aprovados ou reprovados.

No texto original está escrito: “Ele se reuniu com eles para fazer as contas".

Como eu tenho administrado aquilo que Deus tem colocado em minhas mãos?
  • (Romanos 14:12) “Assim, cada um de nós prestará contas de si mesmo a Deus."
O bom administrador tira primeiro o que é de Deus:
  • Dízimo
  • Ofertas
20 O que tinha recebido cinco talentos trouxe os outros cinco e disse: ‘O senhor me confiou cinco talentos; veja, eu ganhei mais cinco’.
21 "O senhor respondeu: ‘Muito bem, servo bom e fiel! Você foi fiel no pouco; eu o porei sobre o muito. Venha e participe da alegria do seu senhor!'
22 "Veio também o que tinha recebido dois talentos e disse: ‘O senhor me confiou dois talentos; veja, eu ganhei mais dois’.
23 "O senhor respondeu: ‘Muito bem, servo bom e fiel! Você foi fiel no pouco; eu o porei sobre o muito. Venha e participe da alegria do seu senhor!'

A Palavra de Deus declara:
  • (Lucas 16:10) "Quem é fiel no pouco, também é fiel no muito, e quem é desonesto no pouco, também é desonesto no muito."

Vemos o que Deus espera de nós:
  • Um bom caráter.
  • Fidelidade em administrar as bênçãos que Ele coloca em nossas mãos.
Porque o elogio não foi por causa da capacidade administrativa, e sim por causa do caráter e da fidelidade.

24 "Por fim veio o que tinha recebido um talento e disse: ‘Eu sabia que o senhor é um homem severo, que colhe onde não plantou e junta onde não semeou.

25 Por isso, tive medo, saí e escondi o seu talento no chão. Veja, aqui está o que lhe pertence’.

Não podemos “esconder” o nosso dinheiro, seja muito ou seja pouco ele deve ser bem administrado. O nosso melhor investimento é na obra de Deus, porque semeamos aqui e colhemos aqui e na eternidade.

26 "O senhor respondeu: ‘Servo mau e negligente!

Ele não foi fiel nas finanças.
  • Caráter mau.
  • Negligente - lento, descuidadopreguiçoso.

Você sabia que eu colho onde não plantei e junto onde não semeei?
27 Então você devia ter confiado o meu dinheiro aos banqueiros, para que, quando eu voltasse, o recebesse de volta com juros.
28 " ‘Tirem o talento dele e entreguem-no ao que tem dez.
29 Pois a quem tem, mais será dado, e terá em grande quantidade. Mas a quem não tem, até o que tem lhe será tirado.
  • Tire do infiel e dê ao fiel.
Quanto melhor administrarmos, mais receberemos de Deus. Se não administrarmos bem, perderemos nossas bênçãos financeiras.

30 E lancem fora o servo inútil, nas trevas, onde haverá choro e ranger de dentes."

O infiel nas finanças perderá até a sua salvação.

A organização, a gratidão... Vem antes da
Multiplicação...

Aprendemos com o Senhor Jesus:

(Marcos 6:35-44)
35 "Já era tarde e, por isso, os seus discípulos aproximaram-se dele e disseram: "Este é um lugar deserto, e já é tarde.
36 Manda embora o povo para que possa ir aos campos e povoados vizinhos comprar algo para comer".
37 Ele, porém, respondeu: "Dêem-lhes vocês algo para comer". Eles lhe disseram: "Isto exigiria duzentos denários! Devemos gastar tanto dinheiro em pão e dar-lhes de comer? "
38 Perguntou ele: "Quantos pães vocês têm? Verifiquem". Quando ficaram sabendo, disseram: "Cinco pães e dois peixes".
39 Então Jesus ordenou que fizessem todo o povo assentar-se em grupos na grama verde.
40 Assim, eles se assentaram em grupos de cem e de cinqüenta.

Antes de multiplicar os 5 pães e 2 peixes, teve organização, dividiu a população em grupos.
  • Temos que nos organizar antes de sermos abençoados financeiramente.
A organização deve começar pela parte de Deus:
  • Dízimo
  • Ofertas
Depois manter uma lista de prioridades.

41 Tomando os cinco pães e os dois peixes e, olhando para o céu,

Olhou para o céu... Temos que entender que é Deus que nos abençoa, Ele é o nosso provedor:
  • (Mateus 6:11) “O pão nosso de cada dia dá-nos hoje."
deu graças e partiu os pães.

Era gratidão pelo Senhor que nos abençoa com o pão.
  • (Deuteronômio 8:10) “Depois que tiverem comido até ficarem satisfeitos, louvem ao Senhor, o seu Deus, pela boa terra que lhe deu."
Segundo estudiosos... A oração de ações de graças do povo judeu:
  • “Bendito sejas Tu, Senhor nosso Deus, Rei do mundo, que produziste o pão da terra."

Em seguida, entregou-os aos seus discípulos para que os servissem ao povo. E também dividiu os dois peixes entre todos eles.
42 Todos comeram e ficaram satisfeitos,
43 e os discípulos recolheram doze cestos cheios de pedaços de pão e de peixe.
44 Os que comeram foram cinco mil homens."
  • E Deus nos abençoará de forma generosa.

Integridade financeira

(2 Reis 4:1-7)
1 "Certo dia, a mulher de um dos discípulos dos profetas foi falar a Eliseu: "Teu servo, meu marido, morreu, e tu sabes que ele temia o Senhor. Mas agora veio um credor que está querendo levar meus dois filhos como escravos".

Ele era um discípulo da escola de profeta, morreu e deixou dívidas para sua família pagar.

2 Eliseu perguntou-lhe: "Como posso ajudá-la? Diga-me, o que você tem em casa? " E ela respondeu: "Tua serva não tem nada além de uma vasilha de azeite".
3 Então disse Eliseu: "Vá pedir emprestadas vasilhas a todos os vizinhos. Mas, peça muitas.
4 Depois entre em casa com seus filhos e feche a porta. Derrame daquele azeite em cada vasilha e vá separando as que você for enchendo".
5 Depois disso, ela foi embora, fechou-se em casa com seus filhos e começou a encher as vasilhas que eles lhe traziam.
6 Quando todas as vasilhas estavam cheias, ela disse a um dos filhos: "Traga-me mais uma". Mas ele respondeu: "Já acabaram". Então o azeite parou de correr.

Conselho do profeta de Deus:
7 Ela foi e contou tudo ao homem de Deus, que lhe disse: "Vá, venda o azeite e pague suas dívidas. E você e seus filhos ainda poderão viver do que sobrar"."
  • Vá... VENDA o azeite e PAGUE suas dívidas, e viva do que sobrar.
Manter uma boa reputação
  • (Provérbios 22:1) “A boa reputação vale mais que grandes riquezas; desfrutar de boa estima vale mais que prata e ouro."

IMPORTANTE: Manter domínio próprio na hora de comprar
(Saber controlar desejos e paixões)

(Gálatas 5:22,23) “Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade,mansidão e domínio próprio. Contra essas coisas não há lei."

Antes de contrairmos uma dívida, temos que fazer as seguintes perguntas:
  • É prioridade ou é desejo?
  • Eu tenho condições de pagar?
Temos que manter uma lista de prioridades... Para não nos deixar levar pelo desejo...
  • Primeiro devemos comprar as prioridades, sobrando dinheiro... Os desejos.
Se não sobrar, aguardar o tempo de Deus com gratidão.


Devemos trabalhar como se tivéssemos trabalhando para o Senhor

(Colossenses 3:23-25)“Tudo o que fizerem, façam de todo o coração, como para o Senhor, e não para os homens,
(24) sabendo que receberão do Senhor a recompensa da herança. É a Cristo, o Senhor, que vocês estão servindo.
  • No lugar onde eu tenho sido abençoado financeiramente eu tenho trabalhado com honestidade? Tenho feito o meu melhor?
  • O meu serviço tem sido aprovado por Deus?
Para Deus nos abençoar temos que ser íntegros, temos que trabalhar como se trabalhássemos para o Senhor.

Temos que construir uma boa reputação, um bom nome.
  • Primeiro: Diante de Deus.
  • Depois: Diante dos homens.

(25) Quem cometer injustiça receberá de volta injustiça, e não haverá exceção para ninguém."

Deus não é injusto. Para Ele nos abençoar financeiramente temos que fazer o nosso trabalho com excelência.


Honra pai e mãe

(Efésios 6:1-3) “Filhos, obedeçam a seus pais no Senhor, pois isso é justo."Honra teu pai e tua mãe", este é o primeiro mandamento com promessa:"para que tudo te corra bem e tenhas longa vida sobre a terra."
  • Honrar: Dar valor, tratar bem, tratar com respeito.
  • Para que tudo te corra bem: Prosperidade, felicidade.


Ouvir a voz dos profetas de Deus que está
sobre as nossas vidas

(2Crônicas 20:20b) “Crede no Senhor, vosso Deus, e estarei seguros; crede nos seus profetas e prosperareis."

Buscar antes de tomar decisões:
  • Conselhos (direção).
  • Oração.

Aprendendo a lei da semeadura:
  • (Gálatas 6:6) “O que está sendo instruído na palavra partilhe todas as coisas boas com quem o instrui."
  • (Gálatas 6:7,8) “Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará. Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna."

1) Dízimos:

(Malaquias 3:10) “Tragam o dízimo todo ao depósito do templo, para que haja alimento em minha casa. Ponham-me à prova", diz o Senhor dos Exércitos, "e vejam se não vou abrir as comportas dos céus e derramar sobre vocês tantas bênçãos que nem terão onde guardá-las."

É para o sustento da casa do Senhor.
  • Os dízimos abrem as janelas do céu para a prosperidade de forma abundante.
Corresponde a 10% do nosso salário.

2) Ofertas:
  • Crescimento do Reino de Deus.
O valor não é estipulado, mas elas multiplicam a nossa renda na proporção da nossa generosidade.

(2 Coríntios 9:6) “Lembrem-se: aquele que semeia pouco, também colherá pouco, e aquele que semeia com fartura, também colherá fartamente."

(Lucas 6:38) “Dêem, e lhes será dado: uma boa medida,
  • Vasilha

calcada,
  • Imprensar, prensar junto

sacudida
  • Causar agitação

e transbordante será dada a vocês.

  • Derramar além da medida

Pois a medida que usarem, também será usada para medir vocês."

(Provérbios 11:25) “O generoso prosperará; quem dá alívio aos outros, alívio receberá."
  • (Mateus 6:3) “Mas quando você der esmola, que a sua mão esquerda não saiba o que está fazendo a direita."


Aprendendo com o filho pródigo:

(Lucas 15:11-24)
(11) "Jesus continuou: "Um homem tinha dois filhos.
(12) O mais novo disse ao seu pai: ‘Pai, quero a minha parte da herança’. Assim, ele repartiu sua propriedade entre eles.

A família aqui é de classe social elevada, com considerável riqueza, prestígio e influência.

(13) "Não muito tempo depois, o filho mais novo reuniu tudo o que tinha, e foi para uma região distante; e lá desperdiçou os seus bens vivendo irresponsavelmente.
(14) Depois de ter gasto tudo, houve uma grande fome em toda aquela região, e ele começou a passar necessidade.

Ele não passou necessidade porque houve fome naquela região... Ele passou necessidade:
  • Gastou tudo de forma irresponsável.
  • Não preocupou em economizar.
  • Não arrumou emprego.

(15) Por isso foi empregar-se com um dos cidadãos daquela região, que o mandou para o seu campo a fim de cuidar de porcos.
(16) Ele desejava encher o estômago com as vagens de alfarrobeira que os porcos comiam, mas ninguém lhe dava nada.

Os judeus eram proibidos de comer carne de porco, mas podiam criá-los e vendê-los aos gentios.
  • Mas era o serviço mais baixo da escala social.

(17)"Caindo em si, ele disse:‘Quantos empregados de meu pai têm comida de sobra, e eu aqui, morrendo de fome!

PRIMEIRO passo para a restauração financeira: Cair em Si.Reconhecer o próprio estado.

(18) Eu me porei a caminho e voltarei para meu pai, e lhe direi: Pai, pequei contra o céu e contra ti.

SEGUNDO passo para a restauração financeira: Decidir concertar o que está errado.

(19) Não sou mais digno de ser chamado teu filho; trata-me como um dos teus empregados’.
(20) A seguir, levantou-se e foi para seu pai.

TERCEIRO passo para a restauração financeira: Levantar e caminhar em direção a restauração.

"Estando ainda longe, seu pai o viu e, cheio de compaixão, correu para seu filho, e o abraçou e beijou.
(21) "O filho lhe disse: ‘Pai, pequei contra o céu e contra ti.

QUARTO passo para a restauração financeira: Confessar o pecado.

É pecado:
  • Gastar dinheiro de forma irresponsável.
  • Gastar mais que as nossas possibilidades econômicas.
  • Não pagar as contas.
  • Ser infiel com o Senhor.

Não sou mais digno de ser chamado teu filho.

QUINTO passo para a restauração financeira: Humilhar aos pés de Jesus.
  • (2 Crônicas 7:14) “Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei a sua terra."

(22) "Mas o pai disse aos seus servos: ‘Depressa! Tragam a melhor roupa e vistam nele. Coloquem um anel em seu dedo e calçados em seus pés.
(23) Tragam o novilho gordo e matem-no. Vamos fazer uma festa e comemorar.
(24) Pois este meu filho estava morto e voltou à vida; estava perdido e foi achado’. E começaram a festejar."

Deus está sempre de braços abertos para nos restaurar.

Graça e paz,
Pra. Angela Caldas.



2 comentários:

Registre e compartilhe conosco uma experiência vivida ou um comentário de bênção. Obrigado