Translate

segunda-feira, 21 de março de 2016

Pais e filhos espirituais: compartilhando as responsabilidades do Reino de Deus (5)

Texto: (Efésios 4:15,16).

Introdução: Quando vivemos o evangelho de Cristo em sua integridade, e nos unimos em favor do Reino de Deus em um relacionamento de verdade em amor, e oferecemos a nossa justa colaboração, o resultado é a edificação e o crescimento saudável da igreja.

Vamos conhecer agora a vida de Tito, outro filho espiritual do apóstolo Paulo:

(Tito 1:4) “A Tito, meu verdadeiro filho em nossa fé comum: Graça e paz da parte de Deus Pai e de Cristo Jesus, nosso Salvador."

Tito era de origem grega (Gálatas 2:3), gerado no evangelho de Cristo pelo apóstolo Paulo (Tito 1:4). Era seu companheiro e cooperador de viagem (2 Coríntios 8:23). Estava com o apóstolo em Jerusalém, quando alguns falsos irmãos insistiram que ele deveria ser circuncidado. O apóstolo não permitiu porque eles queriam que Tito fosse circuncidado como pré-requisito para a salvação (Gálatas 2:1,3-5), situação totalmente diferente da que Timóteo enfrentou.

O apóstolo Paulo enviou Tito à igreja de Corinto para ver se tudo ia bem, se eles tinham obedecido às instruções que ele havia enviado por carta (1 Coríntios 5), porque aquela igreja havia enfrentado um grande problema. Combinaram de se encontrar em Trôade, mas tiveram um desencontro (2 Coríntios 2:12,13). Quando eles se encontraram na Macedônia e o apóstolo viu que tudo ia bem com a igreja de Corinto e com Tito, e que o próprio Tito havia sido muito bem recebido, se alegrou muito (2 Coríntios 7:5-16). Um pai espiritual se preocupa muito com os seus filhos... Versículos-chave = (2 Coríntios 7:14-16).

O relacionamento entre o apóstolo e Tito por causa do evangelho de Cristo era muito grande: Eles andavam em um mesmo espírito (2 Coríntios 8:16,17; 12:18).

Juntos evangelizaram várias cidades em Creta, mas como o apóstolo não podia ficar, deixou Tito para organizar as congregações locais (Tito 1:5). Tito encontrou considerável oposição e insubordinação principalmente dos judeus (Tito 1:10), mas foi muito bem instruído em seu ministério pelo apóstolo (Leia a epístola do apóstolo Paulo a Tito).

A paternidade espiritual fez toda a diferença, porque ele foi incentivado pelo apóstolo a continuar ensinando o evangelho de Cristo em sua integridade (Tito 2:1).

Conclusão: Aprendemos com o apóstolo Paulo a compartilhar com os nossos filhos espirituais as responsabilidades do Reino de Deus. Aprendemos com Tito a ser um motivo de honra para o nosso pai espiritual. Trabalhar na obra do Senhor com boa vontade, responsabilidade, transparência e integridade na Palavra de Deus.

Graça e paz,
Pra. Angela Caldas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Registre e compartilhe conosco uma experiência vivida ou um comentário de bênção. Obrigado