Translate

quarta-feira, 16 de março de 2016

Murmuração! Ela pode destruir a minha vida?

Lições de vida
O relatório da expedição

(Números 13:26-33)
(V.26) "Eles então retornaram a Moisés e a Arão e a toda a comunidade de Israel em Cades, no deserto de Parã, onde prestaram relatório a eles e a toda a comunidade de Israel, e lhes mostraram os frutos da terra.
(V.27) E deram o seguinte relatório a Moisés: Entramos na terra à qual você nos enviou, onde manam leite e mel! Aqui estão alguns frutos dela.

A expressão mana leite e mel, quer dizer que eles teriam satisfação das necessidades e sensação de plenitude. Expressa a bondade e a grandiosidade de Deus.
  • Terra rica e fértil.

(V.28) Mas o povo que lá vive é poderoso, e as cidades são fortificadas e muito grandes. Também vimos descendentes de Enaque.

Dez espias destacaram as dificuldades que a terra possuía:
  • Força de seus habitantes.
  • Fortificação da cidade.
  • Tamanho imenso dos descendentes de Enaque (gigantes).
(V.29) Os amalequitas vivem no Neguebe; os hititas, os jebuseus e os amorreus vivem na região montanhosa; os cananeus vivem perto do mar e junto do Jordão.
(V.30) Então Calebe fez o povo calar-se perante Moisés e disse: “Subamos e tomemos posse da terra. É certo que venceremos”.

As palavras de Calebe foram cheias de fé:  “É certo que venceremos”.
  • A fé enxerga as dificuldades, mas declara a Palavra de Deus.
Somente Josué e Calebe deram um relatório positivo - eles engrandeceram a Deus.
  • Josué e Calebe permaneceram firmes em suas confissões de fé (40 anos).

(V.31) Mas os homens que tinham ido com ele disseram: Não podemos atacar aquele povo; é mais forte do que nós.

Dez israelitas viram os gigantes - escolheram engrandecer as dificuldades. A opinião negativa deles causou uma grande rebelião entre o povo.

(V.32) E espalharam entre os israelitas um relatório negativo acerca daquela terra. Disseram: A terra para a qual fomos em missão de reconhecimento devora os que nela vivem. Todos os que vimos são de grande estatura.

Mantiveram perspectivas negativas baseado no medo, por isso engrandeceram as dificuldades e desencorajou o povo de acreditar nas promessas de Deus.

(V.33) Vimos também os gigantes, os descendentes de Enaque, diante de quem parecíamos gafanhotos, a nós e a eles."

Não foram os doze espias confrontados com as mesmas dificuldades?
  • Dez foram derrotados e contaminaram muitos.
  • Dois foram vitoriosos por causa de suas atitudes de engrandecer a Deus.
E nós estamos engrandecendo a Deus ou as dificuldades?

Lembre-se: Tudo o que é engrandecido se torna ainda maior aos olhos daquele que está engrandecendo.

O castigo do povo:

(Números 14:29 e 33, 34)
(V.29) "Cairão neste deserto os cadáveres de todos vocês, de vinte anos para cima, que foram contados no recenseamento e que se queixaram contra mim.

Deus não teve por inocente as pessoas acima de vinte anos. Incluía a todos que foram registrados como soldados do Senhor.

(V.33) Seus filhos serão pastores aqui durante quarenta anos, sofrendo pela infidelidade de vocês, até que o último cadáver de vocês seja destruído no deserto.

Podemos evitar muitas caminhadas desnecessárias na vida, obedecendo a Palavra de Deus mesmo quando sentimos que não temos forças suficientes. 
A Palavra de Deus declara: 
  • (Filipenses 4:13) "Posso todas as coisas naquele que me fortalece."

Lembrete: Os únicos acima de 20 anos que sobreviveram à peregrinação de 40 anos no deserto foram Josué e Calebe.

(V.34) Segundo o número dos dias em que espiastes esta terra, quarenta dias, cada dia representando um ano, levareis sobre vós as vossas iniquidades quarenta anos e conhecereis o meu afastamento."

Os quarenta dias em que os espias tiveram a oportunidade de investigar a terra prometida, por causa da incredulidade em relação a promessa do Senhor, corresponderiam aos quarenta anos de peregrinação daquela geração pelo deserto.

Murmuração abre as portas para a destruição:

(1 Coríntios 10:10-11) "E não se queixem, como alguns deles se queixaram _ e foram mortos pelo anjo destruidor. Essas coisas aconteceram a eles como exemplos e foram escritas como advertência para nós, sobre quem tem chegado o fim dos tempos."

Quando murmuramos estamos fazendo uma crítica ao Deus que servimos. Ao murmurar os israelitas abusaram da bondade de Deus, por isso foram destruídos. Está registrado no Antigo Testamento e confirmado no Novo Testamento, para que nos sirva de lição. Eles murmuraram e enfrentaram a morte e a destruição.

(Filipenses 2:14) "Façam tudo sem queixas nem discussões."

O nosso coração deve estar em agradar o Senhor.

(Provérbios 13:3) "O que guarda a boca conserva a sua alma, mas o que muito abre os lábios a si mesmo se arruína."

Palavras de murmuração carregam um poder destrutivo, envenenando o presente e o futuro.

(Filipenses 4:6) "Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus."

Devemos vencer a murmuração com ações de graças. Essa atitude prova que realmente somos maduros espiritualmente. A murmuração nos enfraquece e libera um poder destrutivo sobre as nossas vidas.

Lembrete: Sempre que começarmos a preocupar, devemos parar e orar.

(Romanos 8:28a) "Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam."

Deus trabalha em todas as circunstâncias da nossa vida para nos abençoar. Essa promessa não é para todos, é para os que amam a Deus - quem ama obedece.

Graça e paz,
Pra. Angela Caldas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Registre e compartilhe conosco uma experiência vivida ou um comentário de bênção. Obrigado