Translate

sexta-feira, 18 de março de 2016

Governo de Deus: Paternidade de amor e cuidado (1)

Texto: (João 1:1-14).

Introdução: Quando nós recebemos a Jesus como Senhor e Salvador de nossas vidas, nascemos de novo e alcançamos uma nova identidade, a identidade de filhos de Deus.
  • (Romanos 10:9,10) "Se você confessar com a sua boca que Jesus é Senhor e crer em seu coração que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo. Pois com o coração se crê para justiça, e com a boca se confessa para salvação." 

A prova do amor de Deus por nós:
  • (Efésios 2:1,4,5) Ele nos amou quando estávamos mortos em pecados e transgressões. 
  • (Romanos 8:32) Ele deu Seu filho único para morrer por todos nós. 

Deus concedeu o Seu próprio Espírito, como selo real de Paternidade:
  • (Efésios 4:30) “E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, com o qual fostes selados para o dia da redenção." 

Algumas características de Deus como Pai:

1. Perdoador: (1 João 1:9) "Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça."

2. Amoroso: (João 3:16) "Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna." 

3. Consolador: (2 Coríntios 1:3,4) "Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, Pai das misericórdias e Deus de toda consolação, que nos consola em todas as nossas tribulações, para que, com a consolação que recebemos de Deus, possamos consolar os que estão passando por tribulações." 

4. Provedor: (Filipenses 4:19) "O meu Deus suprirá todas as necessidades de vocês, de acordo com as suas gloriosas riquezas em Cristo Jesus."

5. Disciplinador: (Hebreus 12:5,6) "Vocês se esqueceram da palavra de ânimo que ele lhes dirige como a filhos: "Meu filho, não despreze a disciplina do Senhor, nem se magoe com a sua repreensão, pois o Senhor disciplina a quem ama, e castiga todo aquele a quem aceita como filho."

Conclusão: Deus governa através da paternidade. Ele é o nosso pai e nós somos seus filhos. Ele nos disciplina quando erramos, nos perdoa quando nos arrependemos, nos consola quando estamos tristes... É um pai amoroso que sabe o que é melhor para nós.

Graça e paz,
Pra. Angela Caldas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Registre e compartilhe conosco uma experiência vivida ou um comentário de bênção. Obrigado