Translate

quarta-feira, 23 de março de 2016

A verdadeira páscoa

Os descendentes de Abraão (filhos de Jacó) migraram para o Egito, e cresceram muito em número (Êxodo 1:1-7), cumprindo assim a profecia (Gênesis 13:16). Após a morte de José (filho de Jacó), conhecido como José do Egito, subiu ao poder um faraó que não o havia conhecido. Ameaçado pela crescente população hebraica, ele a submeteu ao jugo da escravidão (Êxodo 1:8-14). O povo hebreu foi escravizado por quase 400 anos.
  • (Êxodo 12:40) "Ora, o período que os israelitas viveram no Egito foi de quatrocentos e trinta anos."

E Deus levantou um homem chamado Moisés para ser o libertador do Seu povo (Leia Salmo 105 - resumo da história dos hebreus).

No decorrer das 10 pragas, faraó deixava o povo ir, mas se arrependia e voltava atrás. Mas na décima praga Deus enviou um anjo destruidor afim de eliminar todos os primogênitos, tanto dos homens como dos animais.
  • (Êxodo 12:12) "Naquela mesma noite passarei pelo Egito e matarei todos os primogênitos, tanto dos homens como dos animais, e executarei juízo sobre todos os deuses do Egito. Eu sou o Senhor!"

Para que os primogênitos do povo hebreu também não morressem por causa do anjo destruidor (Hebreus 11:28), Deus passou essa instrução (A instituição da Páscoa - Êxodo 12:1-28), que já estava apontando para o sacrifício de Jesus na cruz do Calvário.

Depois da morte dos primogênitos, naquela mesma noite, faraó permitiu a saída do povo hebreu do Egito.
  • (Êxodo 12:31) Naquela mesma noite o faraó mandou chamar Moisés e Arão e lhes disse: "Saiam imediatamente do meio do meu povo, vocês e os israelitas! Vão prestar culto ao Senhor, como vocês pediram".

A partir dessa data, a páscoa se converteu para os judeus em um memorial, onde passariam a comemorá-la uma vez por ano, como estatuto perpétuo. Eles iriam recordar em gratidão o dia em que o anjo destruidor passou sobre suas casas e o Senhor os guardou da morte.
  • (Êxodo 12:14, 26-27) "Este dia será um memorial que vocês e todos os seus descendentes o comemorarão como festa ao Senhor. Comemorem-no como decreto perpétuo. Quando os seus filhos lhes perguntarem: ‘O que significa esta cerimônia?', respondam-lhes: É o sacrifício da Páscoa ao Senhor, que passou sobre as casas dos israelitas no Egito e poupou nossas casas quando matou os egípcios". Então o povo curvou-se em adoração."

Assim como Deus libertou o povo judeu da escravidão no Egito, Deus enviou Seu filho Jesus para nos libertar da escravidão do pecado. Esse memorial anual foi um anúncio antecipado da morte de Jesus. A salvação vem pelo sangue, o sangue de Jesus (João 1:29). 

Assim como o cordeiro inocente foi um substituto para que os primogênitos hebreus não morressem (as casas que estavam marcadas pelo sangue estavam protegidas), Jesus o Cordeiro de Deus, foi morto em lugar do pecador. E todo aquele que recebe Jesus como Senhor e Salvador de sua vida, recebe a salvação eterna.
  • (Romanos 10:9,10) "Se você confessar com a sua boca que Jesus é Senhor e crer em seu coração que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo. Pois com o coração se crê para justiça, e com a boca se confessa para salvação."

Na noite que precedeu à Sua morte na cruz do Calvário, Jesus celebrou juntamente com os Seus discípulos a última páscoa, e em seguida a Sua ceia (Lucas 22:1-21). A celebração da páscoa foi substituída pela celebração da ceia. Finaliza a páscoa judaica (A.T.) e iniciava a ceia do Senhor (N.T.), ambas apontam para o sacrifício de Jesus na cruz do Calvário. O ritual da páscoa tinha servido o seu propósito profético, porque o cordeiro ou cabrito que era usado no (A.T.) ia ser substituído pelo Cordeiro pascal (1 Coríntios 5:7b / João 19:14-18).

A ceia do Senhor é nosso memorial da páscoa onde nós recordamos com gratidão que fomos libertos da escravidão do pecado (o pecado hoje não tem mais domínio sobre nós) e da morte espiritual (separação de Deus, da comunhão com Deus). Onde nós recordamos que Jesus morreu, ressuscitou e vai voltar para buscar a Sua igreja.

Graça e paz,
Pra. Angela Caldas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Registre e compartilhe conosco uma experiência vivida ou um comentário de bênção. Obrigado