Translate

domingo, 29 de novembro de 2015

Jesus Senhor e Salvador

Introdução: Existem algumas dúvidas acerca da concepção SENHOR e SALVADOR quanto ao Senhor Jesus. Muitas vezes essas duas expressões são ditas sem reflexão do profundo significado e valor delas. Muitas vezes essas palavras são pronunciadas e não são postas em prática. Tais expressões ao se referirem ao Mestre não dão valor maior propriamente a Ele. Na verdade, estar consciente disso dá maior valor ao que Ele é para nós. Ou seja, dá mais valor à nossa relação com aquele que, de fato, muito além de ser um exemplo de vida, conduta e santidade, além de ser um abençoador e advogado, é essencialmente Senhor e Salvador das nossas vidas. Justamente por isso é fundamental e urgente aprofundar nesse assunto.

Base(Romanos 10:9,10) “Se você confessar com a sua boca que Jesus é Senhor e crer em seu coração que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo. Pois com o coração se crê para justiça, e com a boca se confessa para salvação”.
  • Senhor em grego (KURIOS): Aquele a quem uma pessoa ou coisas pertence, sobre o qual ele tem o poder de decisão; mestre, senhor.
  • Salvador em grego (SOTER): Libertador, preservador.

(Filipenses 2:5-8) “De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, que, embora sendo Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se; mas esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo, tornando-se semelhante aos homens. E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até à morte, e morte de cruz”!


Jesus, embora sendo Deus, não se apegou a esse fato, mas esvaziou-se e assumiu a posição de servo, sendo obediente até a morte e morte de cruz.

(Filipenses 2:9-11) “Por isso Deus o exaltou à mais alta posição e lhe deu o nome que está acima de todo nome,
para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, no céu, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai
”.

Por causa da sua obediência, Deus o exaltou e lhe deu um nome que está acima de todo o nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho nos céus, na terra e debaixo da terra.

Mesmo quem não aceitar hoje o senhorio de Jesus, diante do grande trono branco, não poderá negar que Ele é o Senhor.

(Romanos 14:9) “Por esta razão Cristo morreu e voltou a viver, para ser Senhor de vivos e de mortos”.


Por que eu preciso de um salvador?

Desde o início da criação, Deus estabeleceu princípios para obedecermos... O primeiro princípio foi um princípio de autoridade:

(Gênesis 2:16,17) "E o Senhor Deus ordenou ao homem: "Coma livremente de qualquer árvore do jardim, mas não coma da árvore do conhecimento do bem e do mal, porque no dia em que dela comer, certamente você morrerá".

(Gênesis 3:6) "Quando a mulher viu que a árvore parecia agradável ao paladar, era atraente aos olhos e, além disso, desejável para dela se obter discernimento, tomou do seu fruto, comeu-o e o deu a seu marido, que comeu também".

Adão representava a humanidade e quebrou o primeiro princípio desobedecendo a Palavra de Deus. E a quebra desse primeiro princípio gerou um grande problema: A morte espiritual.

Morte espiritual é a separação de Deus, separação da comunhão com Deus...

Como consequência a morte espiritual provocou também a morte física.

(Romanos 5:12) “Portanto, da mesma forma como o pecado entrou no mundo por um homem, e pelo pecado a morte, assim também a morte veio a todos os homens, porque todos pecaram”.

Por causa da quebra desse primeiro princípio, todos os homens nascem em pecado, separados da comunhão com Deus.

(Isaías 59:2) “Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça”.

Toda desobediência gera prejuízos, gera morte.

(Romanos 6:23) “Pois o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor”.

Como resultado do pecado, a humanidade é merecedora da ira divina. Mas em Jesus temos direito a vida eterna.

Jesus se fez pecado por nós, para nos fazer
justiça de Deus:

(2 Coríntios 5:21) “Aquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus”.

Na cruz do Calvário Jesus tornou-se o que o homem realmente era, assumindo sua culpa e Se tornando pecado em seu lugar para fazê-lo justiça de Deus.
Jesus experimentou o abandono e o desespero que resultou do derramamento da ira divina sobre Ele como aquele que levava sobre Si o pecado.
  • (Mateus 27:46) "E perto da hora nona exclamou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá sabactân; isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste”?
  • (Isaías 53:5) "Mas ele foi transpassado por causa das nossas transgressões, foi esmagado por causa de nossas iniquidades; o castigo que nos trouxe paz estava sobre ele, e pelas suas feridas fomos curados”.
O pecado da humanidade foi colocado na conta de Jesus pela Sua morte sacrificial... E todo aquele que confessa que Jesus é Senhor e crê que Deus o ressuscitou dentro os mortos, recebe a salvação.

Deus não mais o vê como velho pecador Adão... Ele olha para o pecador e vê Jesus...

Recebemos a salvação pela graça de Deus:

(Romanos 3:24) “Sendo justificados gratuitamente por sua graça, por meio da redenção que há em Cristo Jesus”.

Não é por obras, é pela graça. Deus declara um pecador justo somente com base na morte e ressurreição de Jesus. 

Para nós é gratuito, mas Jesus pagou um alto preço, Ele sofreu a penalidade que merecíamos.

Redenção: Libertação dos pecados e de suas penalidades pelo pagamento do preço. O preço foi o sangue de Jesus.

Leia: (Romanos 4:1-25)

Para andarmos em justiça:

(1 Pedro 2:24) “Ele mesmo levou em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, a fim de que morrêssemos para os pecados e vivêssemos para a justiça; por suas feridas vocês foram curados”.

Não somente fomos declarados justos e o castigo por nossos pecados foi pago, mas ressuscitamos para andar em justiça.

Nossa condição antes de entregarmos a nossa vida para Jesus

(Efésios 2:1-3)

(V.1) “Vocês estavam mortos em suas transgressões e pecados,

Antes de confessarmos a Jesus como Senhor de nossas vidas estávamos mortos em nossas transgressões e pecados...

(V.2) nos quais costumavam viver, quando seguiam a presente ordem deste mundo e o príncipe do poder do ar, o espírito que agora está atuando nos que vivem na desobediência.

Vivíamos debaixo do domínio das trevas... Debaixo do domínio de Satanás... 
  • (Colossenses 1:13) "Pois ele nos resgatou do domínio das trevas e nos transportou para o Reino do seu Filho amado”.
E todos aqueles que ainda não confessaram a Jesus como Senhor estão debaixo do domínio de Satanás.

(V.3) Anteriormente, todos nós também vivíamos entre eles, satisfazendo as vontades da nossa carne, seguindo os seus desejos e pensamentos. Como os outros, éramos por natureza merecedores da ira.

E éramos por natureza merecedores da ira divina.

O que Deus fez por nós

(Efésios 2:4-9)

(V.4) Todavia, Deus, que é rico em misericórdia, pelo grande amor com que nos amou,

Deus é misericordioso e amoroso...

(V.5) deu-nos vida juntamente com Cristo, quando ainda estávamos mortos em transgressões — pela graça vocês são salvos.

E deu-nos vida através da salvação em Jesus.

(V.6) Deus nos ressuscitou com Cristo e com ele nos fez assentar nos lugares celestiais em Cristo Jesus,

Deus nos ressuscitou da morte espiritual e nos fez assentar (igreja) com Cristo nos lugares celestiais.
  • (Efésios 1:20-23) "Esse poder ele exerceu em Cristo, ressuscitando-o dos mortos e fazendo-o assentar-se à sua direita, nas regiões celestiais, muito acima de todo governo e autoridade, poder e domínio, e de todo nome que se possa mencionar, não apenas nesta era, mas também na que há de vir. Deus colocou todas as coisas debaixo de seus pés e o designou como cabeça de todas as coisas para a igreja, que é o seu corpo, a plenitude daquele que enche todas as coisas, em toda e qualquer circunstância”.

(V.7) para mostrar, nas eras que hão de vir, a incomparável riqueza de sua graça, demonstrada em sua bondade para conosco em Cristo Jesus.

Nada é mérito nosso.

(V.8) Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de vocês, é dom de Deus;

Fomos salvos pela graça por meio da fé. Até a nossa fé para sermos salvos é dom de Deus. Tudo é um presente de Deus para nós.

(V.9) não por obras, para que ninguém se glorie.

Nós podemos nos gloriar somente no sacrifício de Jesus.

O que Deus espera de nós

(Efésios 2:10) “Porque somos criação de Deus realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as quais Deus preparou de antemão para que nós as praticássemos”.
  • (Tiago 2:26) “Assim como o corpo sem espírito está morto, também a fé sem obras está morta”.
Mas as boas obras são os resultados da salvação. Que Deus já tinha preparado para que as praticássemos. Porque servindo a Deus nós vamos somar para que mais pessoas sejam resgatas do domínio das trevas.

Se pecarmos... Temos um advogado:

(1 João 2:1) "Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo”.
  • (1 João 1:9) "Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça”.
Deus é fiel à Sua Palavra... Ele prometeu nos perdoar e nos purificar todas as vezes que arrependermos e pedirmos perdão pelos nossos pecados. Mas, atenção: Ele não nos deu carta branca para vivermos na prática do pecado, pois, afinal, Ele é Salvador, mas também é justo juiz.

Oração:

Pai, eu acredito em Sua Palavra e confesso a Jesus como Senhor e Salvador da minha vida... Eu creio no meu coração que o Senhor O ressuscitou dentre os mortos. Quero viver a minha vida em dependência total do Seu Espírito Santo. Perdoa os meus pecados e me encha da Tua presença.


Graça e paz,
Pra. Angela Caldas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Registre e compartilhe conosco uma experiência vivida ou um comentário de bênção. Obrigado