Translate

terça-feira, 23 de junho de 2015

Vivendo Em Um Novo Estilo De Vida

Na cruz do Calvário Jesus pagou um alto preço para restaurar a nossa comunhão com Deus.

Os pecados de toda a humanidade foram colocados sobre Ele, e a Sua justiça veio sobre nós.

Agora todas as vezes que Deus olha para o homem que passou pelo novo nascimento, ou seja, que confessou Jesus como seu Senhor e Salvador, Ele vê Jesus. Assim como Ele olhou para a cruz e viu nela o pecador.

Somos justificados pela graça por causa do sacrifício de Jesus

(Romanos 3:24) Sendo justificados gratuitamente por sua graça, por meio da redenção que há em Cristo Jesus”.
Deus nos tornou justo pela graça (favor imerecido),  mas Jesus pagou um alto preço... Preço de sangue... Preço de cruz...

Propósito da nossa justificação: Vivermos para justiça

(1 Pedro 2:24) “Ele mesmo levou em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, a fim de que morrêssemos para os pecados e vivêssemos para a justiça; por suas feridas vocês foram curados”.
Todo cristão tem que aprender a morrer para o pecado e a ressuscitar para andar em pureza de vida, ou seja, em pensamentos, sentimentos e comportamentos.
  • (Gálatas 2:20) “Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo no corpo, vivo-a pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim”.

Para viver em um novo estilo de vida é necessário:
  • Nos despojar do velho homem.
  • Renovar a nossa mente.
  • Nos revestir do novo homem.

(Efésios 4:22-27)

(22) “Quanto à antiga maneira de viver, vocês foram ensinados a despir-se do velho homem, que se corrompe por desejos enganosos,
  • Despir-se do velho homem = abandonar os velhos hábitos contrários à Palavra de Deus.
Abandonar hábitos carnais, e para isso é necessário atitude e a ajuda do Espírito Santo.

(23) a serem renovados no modo de pensar e
Permitir que o Espírito Santo através da Palavra de Deus, alinhe os nossos pensamentos à Palavra de Deus.
  • Um ato contínuo... Diariamente...
 (24) a revestir-se do novo homem,
  • Revestir-se do novo homem: adquirir novos hábitos, segundo à Palavra de Deus (Mudança de caráter).
criado para ser semelhante a Deus em justiça e em santidade provenientes da verdade.
A nova vida apresenta duas características:

Justiça:
  • Comportamento correto em relação aos nossos semelhantes.

Santidade:
  • Comportamento correto em relação a Deus.

Regras de procedimento do cristão:

(25) Portanto, cada um de vocês deve abandonar a mentira e falar a verdade ao seu próximo, pois todos somos membros de um mesmo corpo.
Deixai a mentira. Não é somente a palavra falada, mas todas as formas de falsidade e engano.

(26) Quando vocês ficarem irados, não pequem". Apazigüem a sua ira antes que o sol se ponha,

(27) e não dêem lugar ao diabo.
  • Liberar perdão o mais rápido possível...
Ficar irado não é pecado... Pecado é alojá-la no coração, é agir motivado por ela... 

(28) O que furtava não furte mais; antes trabalhe, fazendo algo de útil com as mãos, para que tenha o que repartir com quem estiver em necessidade.
Aquele que furtava não deve furtar mais, agora deve trabalhar e ajudar as pessoas que estão vivendo em dificuldade.

(29) Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês,
  • Palavra torpe – Apodrecido, podre, de qualidade pobre, impróprio para o uso, sem valor.
mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem.
Não basta apenas parar de falar palavras torpes, o cristão deve cultivar o hábito de falar somente palavras úteis para abençoar a vida das pessoas.

(30) Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção.
Temos que ter a consciência de que quando pecamos entristecemos o Espírito Santo.

(31) Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade.
As características do velho homem devem ser abandonadas...

(32) Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo.
E as características do novo homem devem ser conquistadas, dia a dia...

Se pecarmos... Temos um advogado:

(1 João 2:1) “Meus filhinhos, escrevo-lhes estas coisas para que vocês não pequem. Se, porém, alguém pecar, temos um intercessor junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo”.
  • (1 João 1:9) "Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça”.
Quando aproximamos de Deus com um coração arrependido e pedimos perdão, Ele perdoa os nossos pecados e nos purifica de toda injustiça.

Graça e paz,
Pra. Angela Caldas

quinta-feira, 11 de junho de 2015

Manto De Justiça - Proteção De Deus

O sangue de Jesus é que nos torna justos aos olhos de Deus

Quando Adão pecou... A humanidade sofreu morte espiritual...
Deus preparou um presente... Ele ofertou Seu próprio filho para morrer em lugar do pecador e cobri-lo com o manto de JUSTIÇA...
  • (Romanos 5:19) "Logo, assim como por meio da desobediência de um só homem muitos foram feitos pecadores, assim também, por meio da obediência de um único homem muitos serão feitos justos".
Esse manto só recebe quem nasce de novo... Ou seja... Para quem confessa Jesus como Senhor e Salvador... 
  • (Romanos 3:22,23) "Isto é, a justiça de Deus pela fé em Jesus Cristo para todos e sobre todos os que crêem; porque não há diferença. Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus".
...E passa da morte para vida... E a morte espiritual não tem mais controle sobre ele.
  • (João 5:24) "Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida".
Deus não mais o vê como velho pecador Adão... Ele olha para o pecador e vê Jesus... Ele vê a JUSTIÇA de Jesus...

1) Jesus se fez pecado por nós, para nos fazer justiça de Deus:
(2 Coríntios 5:21) "Aquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus".
Na cruz do Calvário Jesus tornou-se o que o homem realmente é, assumindo sua culpa e Se tornando pecado em seu lugar para que ele fosse feito n'Ele JUSTIÇA de Deus.
Agora todas as vezes que Deus olha para o homem que passou pelo novo nascimento, Ele vê Jesus. Assim como Ele olhou para a cruz e viu nela o pecador.
Jesus experimentou o abandono e o desespero que resultou do derramamento da ira divina sobre ele como aquele que levava sobre si o pecado.
  • (Mateus 27:46) "E perto da hora nona exclamou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá sabactâni; isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?"
O pecado da humanidade foi colocado na conta de Jesus pela Sua morte sacrificial... E todo aquele que crê em Jesus recebe o manto da JUSTIÇA ( Declarado justo: recebe perdão da culpa e do castigo pelo pecado).
  • (Isaías 53:5) "Mas ele foi transpassado por causa das nossas transgressões, foi esmagado por causa de nossas iniquidades; o castigo que nos trouxe paz estava sobre ele, e pelas suas feridas fomos curados".

2) Fomos cobertos com o manto de JUSTIÇA:
(Isaías 61:10) "Regozijar-me-ei muito no SENHOR, a minha alma se alegrará no meu Deus; porque me vestiu de roupas de salvação, cobriu-me com o manto de justiça, como um noivo se adorna com turbante sacerdotal, e como a noiva que se enfeita com as suas jóias".
O manto de JUSTIÇA nos protege da condenação eterna. 
Ele simboliza:
  • Perdão dos pecados - Essência da nova aliança.
No antigo testamento o pecado era apenas coberto. Hoje somos perdoados, a culpa dos pecados é removida e o coração santificado pela Palavra de Deus.

3) Recebemos esse manto gratuitamente:
(Romanos 3:24) "Sendo justificados gratuitamente por sua graça, por meio da redenção que há em Cristo Jesus".
Não é por obras... É pela graça por meio da fé...
Deus declara um pecador justo somente com base no sacrifício de Jesus. 

Para nós é gratuito... Mas Jesus pagou alto preço... Preço de sangue... Jesus sofreu a penalidade que merecíamos... 


Redenção: Libertação dos pecados e de suas penalidades pelo pagamento do preço. O preço foi o sangue de Jesus.


Leia: (Romanos 4:1-25)


4) Mas com um propósito: Vivermos para justiça:
(1 Pedro 2:24) "Ele mesmo levou em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, a fim de que morrêssemos para os pecados e vivêssemos para a justiça; por suas feridas vocês foram curados".
Não somente fomos declarados justos e o castigo por nossos pecados foi pago, mas ressuscitamos para andar numa nova vida pelo poder do Espírito Santo.
  • Não existe JUSTIÇA sem arrependimento e mudança de vida...
Couraça da JUSTIÇA:
(Efésios 6:14b) "Vestindo a couraça da justiça".
Esse versículo tem dupla aplicação:
  • Jesus é a nossa JUSTIÇA.
  • Nossa obediência a Palavra de Deus.
Nos protege:
  • Contra Satanás e suas artimanhas.


5) Justiça e santidade andam juntas:
  • Vida cristã radicalmente distinta da velha vida.
(Efésios 4:24) "E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade."
Nós devemos revestir do novo homem... Ou seja... Andar diariamente em justiça e santidade...
  • (Romanos 6:22) "Mas agora, libertados do pecado, e feitos servos de Deus, tendes o vosso fruto para santificação, e por fim a vida eterna".
Devemos colocar esse novo estilo de vida em prática logo após termos recebido o manto da JUSTIÇA.
  • (Colossenses 3:9,10) "Pois que já vos despistes do velho homem com os seus feitos, E vos vestistes do novo, que se renova para o conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou".


6) Se pecarmos... Temos um advogado:
(1 João 2:1) "Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo."
(Romanos 8:32-34) "Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará também com ele todas as coisas? Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica. Quem é que condena? Pois é Cristo quem morreu, ou antes quem ressuscitou dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós."
  • (1 João 1:9) "Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça".
Deus é fiel à Sua Palavra... Ele prometeu nos perdoar e nos purificar todas as vezes que reconhecermos os nossos pecados... Mas não nos deu carta branca para vivermos na prática do pecado.


Conclusão:

Nós não podemos esquecer que o manto da JUSTIÇA não é recebido por obras... É pela fé... É um favor imerecido de Deus. Foi comprado com o precioso sangue de Jesus para que nós vivêssemos para lhe agradar, isto é... Uma vida santa...


Graça e paz,
Pra. Angela Caldas.

quarta-feira, 10 de junho de 2015

Tito... Filho Espiritual Do Apóstolo Paulo

Tito era filho espiritual do apóstolo Paulo, vemos isso registrado na carta que o apóstolo escreveu a Tito:

(Tito 1:4) “A Tito, meu verdadeiro filho em nossa fé comum: Graça e paz da parte de Deus Pai e de Cristo Jesus, nosso Salvador".

  • Tito era um gentio de origem grega.
Logo no início do seu ministério sofreu imposição de alguns judeus (falsos irmãos) que queriam que ele fosse circuncidado como pré-requisito para salvação, mas o apóstolo não permitiu. Situação totalmente diferente da situação que Timóteo enfrentou, porque Timóteo era filho de mãe judia e pai grego e foi circuncidado para evitar as críticas dos judeus.
  • Tito foi gerado no evangelho de Cristo pelo apóstolo Paulo.

Trazendo para a nossa realidade:

(1 Coríntios 4:15) “Porque ainda que tivésseis dez mil aios em Cristo, não teríeis, contudo, muitos pais; porque eu pelo evangelho vos gerei em Jesus Cristo”.
  • "Pai espiritual" é aquele que gera o discípulo no caráter de Cristo.
Precisamos ter este entendimento e gerar os nossos discípulos no caráter de Cristo...

Tito era...

Companheiro e cooperador do apóstolo

(2 Coríntios 8:23a) "Quanto a Tito, ele é meu companheiro e cooperador entre vocês".

  • Companheiro – Tinha a fé em comum.
  • Cooperador - Ajudador do apóstolo Paulo.
Como o apóstolo Paulo não podia estar presente em todos os lugares... Enviava os seus filhos espirituais...
  • Paternidade gera companheirismo e cooperação.

Tito...
Foi enviado à igreja de Corinto para ver se tudo ia bem
(Voltou com boas notícias)

(2 Coríntios 7:14-16) “Porque, se nalguma coisa me gloriei de vós para com ele, não fiquei envergonhado; mas, como vos dissemos tudo com verdade, também a nossa glória para com Tito se achou verdadeira. E o seu entranhável afeto para convosco é mais abundante, lembrando-se da obediência de vós todos, e de como o recebestes com temor e tremor.Regozijo-me de em tudo poder confiar em vós”.
O apóstolo Paulo enviou Tito à igreja de Corinto para ver se tudo ia bem, se eles tinham obedecido às instruções que ele havia enviado por carta (1 Coríntios 5), porque aquela igreja havia enfrentado um grande problema. Combinaram de se encontrar em Trôade, mas tiveram um desencontro (2 Coríntios 2:12,13). Quando eles se encontraram na Macedônia e o apóstolo viu que tudo ia bem com a igreja de Corinto e com Tito, e que o próprio Tito havia sido muito bem recebido, se alegrou muito (2 Coríntios 7:5-16). Um pai espiritual se preocupa muito com os seus filhos...

Depois...
Trabalharam juntos evangelizando várias cidades em Creta

Mas o apóstolo não pôde ficar e deixou Tito para organizar as congregações locais:
  • (Tito 1:5) "A razão de tê-lo deixado em Creta foi para que você pusesse em ordem o que ainda faltava e constituísse presbíteros em cada cidade, como eu o instruí".
Quanta responsabilidade não é verdade?
  • Paternidade gera cumplicidade e responsabilidade.
Nessa responsabilidade, Tito encontrou considerável oposição e insubordinação principalmente dos judeus:
  • (Tito 1:10) "Pois há muitos insubordinados, que não passam de faladores e enganadores, especialmente os do grupo da circuncisão". (Queriam mesclar lei e graça).

Mas...
Foi incentivado pelo apóstolo a se 
manter firme na fé

(Tito 2:1) "Tu, porém, fala o que convém à sã doutrina".
Foi incentivado pelo apóstolo a pregar o evangelho de Cristo com ousadia e verdade... Ensinar o evangelho puro, verdadeiro, não corrompido...

O apóstolo já tinha tido experiência nesse sentido:
  • (2 Coríntios 2:17) "Porque nós não somos, como muitos, falsificadores da palavra de Deus, antes falamos de Cristo como sinceridade, como de Deus na presença de Deus".

Trazendo para a nossa realidade
  • Tito como companheiro e cooperador do apóstolo.
Hoje... Somos a extensão dos braços dos nossos apóstolos, dos nossos pastores, dos nossos líderes... Somos... Seus companheiros e cooperadores...

Hoje não existe mais... Apóstolo Paulo, Timóteo, Tito... Nós é que vamos fazer diferença em nossa geração. Por causa do evangelho de Cristo...

Paulo e Tito... 
Andavam em um mesmo espírito:

(2 Coríntios 8) 
(16) Mas, graças a Deus, que pôs a mesma solicitude por vós no coração de Tito. (17) Pois aceitou a exortação (apelo), e muito diligente partiu voluntariamente para vós".
Tito e o apóstolo Paulo tinham o mesmo interesse pelo evangelho de Cristo e pelo Reino de Deus.
  • Ele partiu de boa vontade, diante do apelo do apóstolo Paulo.

O apóstolo entra em defesa de Tito:
(2 Coríntios 12:18) "Roguei a Tito, e enviei com ele um irmão. Porventura Tito se aproveitou de vós? Não andamos porventura no mesmo espírito, sobre as mesmas pisadas?"
Aqui... O apóstolo estava defendendo a integridade de Tito...
  • Paternidade gera proteção.

Trazendo para a nossa realidade:
  • A paternidade faz toda a diferença... Porque a aliança nos protege. 

Conclusão:


Aprendemos muito com o apóstolo Paulo e com Tito...

Aprendemos com o apóstolo Paulo, a compartilhar com os nossos filhos espirituais as responsabilidades do Reino de Deus.

Aprendemos com Tito, a ser um motivo de honra para o nosso pai espiritual. Trabalhar na obra com:
  • Prontidão (boa vontade).
  • Amor.
  • Responsabilidade.
  • Integridade (transparência).

Obs.: Devemos ter muito respeito e consideração pela pessoa que nos gerou no caráter de Cristo, simbolicamente ela é o nosso pai espiritual, mas biblicamente falando não podemos chamá-la dessa forma, porque os nossos olhos devem estar voltados para Deus, porque Ele é o nosso verdadeiro Pai espiritual e Jesus o nosso mestre.
  • Jesus estava falando contra o espírito de orgulho que faz com que os homens exijam homenagens por parte de outros.

Graça e paz,
Pra. Angela Caldas.