Translate

sábado, 25 de abril de 2015

A Verdadeira Paz E A Unidade Da Igreja

Qual o significado da palavra paz?

No ANTIGO TESTAMENTO o termo hebraico para designar paz é SHALOM, que significa:
  • Completo, saúde, bem estar, paz.
E também está implícita em seu significado a ideia de:
  • Totalidade (em número).
  • Segurança.
  • Prosperidade.
  • Sossego, tranquilidade, contentamento.
  • Amizade referindo-se às relações humanas.
  • Amizade com Deus especialmente no relacionamento proveniente da aliança.
  • Paz (referindo-se a guerra).

No NOVO TESTAMENTO o termo grego usado para designar paz é EIRENE, que significa:
  • Estado de tranquilidade nacional pela ausência de guerras. 
  • Paz entre os indivíduos, harmonia, concórdia.
  • Segurança, seguridade, prosperidade, felicidade (pois paz e harmonia fazem e mantêm as coisas seguras e prósperas)
  • O caminho que leva à paz (salvação).
  • Cristianismo, o estado tranquilo de uma alma que tem certeza da sua salvação através de Cristo, e por esta razão nada temendo de Deus e contente com porção terrena, de qualquer que seja a classe.
  • O estado de bem-aventurança de homens justos e retos depois da morte.
Tanto no grego... Quanto no hebraico... O significado da palavra paz é muito amplo...


Recebemos essa paz por causa do sacrifício de Jesus na cruz do calvário

(Isaías 53:5) “Mas ele foi transpassado por causa das nossas transgressões, foi esmagado por causa de nossas iniquidades; o castigo que nos trouxe PAZ estava sobre ele, e pelas suas feridas fomos curados”.
Quando Adão pecou, entrou no mundo a morte espiritual, nascemos:
  • Mortos espiritualmente
  • Separados da comunhão com Deus
  • Sem paz com Deus...
Éramos por natureza merecedores da ira, da condenação eterna:
  • Efésios 2:1-3) “Vocês estavam mortos em suas transgressões e pecados, nos quais costumavam viver, quando seguiam a presente ordem deste mundo e o príncipe do poder do ar, o espírito que agora está atuando nos que vivem na desobediência. Anteriormente, todos nós também vivíamos entre eles, satisfazendo as vontades da nossa carne, seguindo os seus desejos e pensamentos. Como os outros, éramos por natureza merecedores da ira”.
Na cruz do calvário Jesus levou sobre si a culpa dos nossos pecados para nos fazer justiça de Deus:
  • (2 Coríntios 5:21) “Àquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus”.
E quando nós confessamos Jesus como único Senhor e Salvador de nossas vidas, recebemos:
  • Perdão de Deus – Somos sarados da doença do pecado...
  • Restauração da nossa comunhão com Deus – Paz com Deus...
Tudo o que Adão perdeu... Jesus conquistou... Não podemos ser condenados pela lei de Deus:
  • (Romanos 5:1) “Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo”.
  • (Romanos 8:1) “Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito”.

Essa paz...
É um favor de Deus para nós

  • (Lucas 2:14) "Glória a Deus nas alturas, e PAZ na terra aos homens aos quais ele concede o seu favor".
Os anjos anunciam a “paz de Deus”, eterna e absoluta... Mas, só a recebe quem recebe Jesus como único Senhor e Salvador...

E esse favor inclui uma boa noite de sono:
  • (Salmo 4:8) “Em PAZ me deito e logo adormeço, pois só tu, Senhor, me fazes viver em segurança”. 

A Palavra de Deus declara:
O ímpio não desfruta dessa paz...
  • (Isaías 48:22) “Não há PAZ alguma para os ímpios", diz o Senhor”.

Jesus nos deixou um duplo legado

(João 14:27) “Deixo-lhes a PAZ; a minha PAZ lhes dou. Não a dou como o mundo a dá. Não se perturbem os seus corações, nem tenham medo”.
1) Paz:
  • Deixo-lhes a paz; a minha paz lhes dou.
Essa paz é a paz interior mesmo em meio as tribulações:
  • (João 16:33) "Eu lhes disse essas coisas para que em mim vocês tenham paz. Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo".

2) Liberdade em relação ao medo:
  • Não se perturbem os seus corações, nem tenham medo.
Escolhemos meditar:
  • Problema (e ficarmos ansiosos e com medo).
  • Palavra de Deus (e confiarmos em Deus).
A confiança em Deus gera paz:
  • (Romanos 15:13) “Que o Deus da esperança os encha de toda alegria e PAZ, por sua confiança nele, para que vocês transbordem de esperança, pelo poder do Espírito Santo”.
  • (Isaías 26:3,4) “Tu guardarás em perfeita PAZ aquele cujo propósito está firme, porque em ti confia. Confiem para sempre no Senhor, pois o Senhor, somente o Senhor, é a Rocha eterna”.

Receita para vencer a insegurança e o medo:

Lançar sobre Jesus as nossas ansiedades:
(1 Pedro 5:7) “Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós”.
  • Lançando... Atirar com força para outra pessoa...

Vida de oração e gratidão:
(Filipenses 4:6,7) “Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus. E a PAZ de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os seus corações e as suas mentes em Cristo Jesus”.
  • Depois da oração e de uma vida de gratidão expressa em palavras e atitudes... A paz de Deus enche o nosso coração.

A paz de Cristo deve ser o (juiz) do nosso coração
(Tomar a decisão, dominar)

(Colossenses 3:15) “Que a PAZ de Cristo seja o juiz em seus corações, visto que vocês foram chamados a viver em PAZ, como membros de um só corpo. E sejam agradecidos”.
  • (1 Coríntios 12:20) “Assim, há muitos membros, mas um só corpo”.
Como membros do mesmo corpo somos chamados para viver em paz um com os outros...

Porque não tem como:
  • Manter comunhão com os irmãos
  • Resolver problemas
  • Fazer a obra do Senhor... Com o coração cheio de ira, confusão, inveja e inimizades...
O nosso coração deve estar cheio de paz e gratidão para fazer a obra do Senhor...

Paz...
Como fruto do Espírito Santo

(Gálatas 5:22,23) “Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, PAZ, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Contra essas coisas não há lei”.
Essa paz como fruto do Espírito Santo, é a...

Paz com Deus.
  • (Romanos 5:1) “Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo”.

Paz com a nossa própria consciência.
  • (1 João 1:9) "Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça.

Paz (relacionamento saudável) com as pessoas:
  • (Colossenses 4:6) “O seu falar seja sempre agradável e temperado com sal, para que saibam como responder a cada um”.
  • (Provérbios 16:24) “As palavras agradáveis são como um favo de mel, são doces para a alma e trazem cura para os ossos”.

Princípios para conservar unidade por meio da paz

(Efésios 4:1-3)
(1) “Como prisioneiro no Senhor, rogo-lhes que vivam de maneira digna da vocação que receberam.
  • Vocação neste contexto: do convite divino para abraçar a salvação de Deus.
Temos que nos esforçar para vivermos de maneira digna, ou seja... Uma vida em justiça e santidade no temor do Senhor... Porque somos chamados para a salvação em Cristo Jesus...
Hoje somos:
  • Filhos de Deus.
  • Cidadãos do céu... Temos que fazer diferença nessa Terra.

(2) Sejam completamente humildes e dóceis, e sejam pacientes, suportando uns aos outros com amor.
Características de uma vida digna:
  • Humildade: Reconhecer em gratidão a nossa total dependência de Deus.
  • Mansidão: É a capacidade de suportar sem irritação as faltas dos outros.
  • Paciência: É a capacidade de suportar (resistência) sofrimentos e maus tratos com esperança.
Suportando uns aos outros com amor...
  • Paciência com os erros e fraquezas dos nossos irmãos.
  • Ajudá-los com amor a alcançarem a maturidade.

(3) Façam todo o esforço para conservar a unidade do Espírito pelo vínculo da PAZ”.
  • (Romanos 12:18) “Façam todo o possível para viver em paz com todos”.
É responsabilidade do cristão:
  • Esforçar ao máximo para MANTER ou RESTAURAR a unidade da igreja por meio da paz.

Leia: (Efésios 2:14-22).


O filho de Deus semeia a paz

(Mateus 5:9) “Bem-aventurados os PACIFICADORES (amam a paz), pois serão chamados filhos de Deus”.
As pessoas que sempre promovem a paz são conhecidas como filhos de Deus...

Conclusão:
  • (Tiago 3:17) “Mas a sabedoria que vem do alto é antes de tudo pura; depois, PACÍFICA, amável, compreensiva, cheia de misericórdia e de bons frutos, imparcial e sincera”.
Devemos buscar a sabedoria que vem do alto, porque a sabedoria que vem do alto é pacífica, ou seja sempre vai nos levar a promover a paz em todas as situações...
Jesus pagou um alto preço para que a nossa paz com Deus fosse restaurada...
E é nossa responsabilidade:
  • Conservar a nossa paz com Deus.
  • Conservar a paz com os nossos irmãos.

Graça e paz,
Pra. Angela Caldas.

quarta-feira, 1 de abril de 2015

Casamento dentro do padrão de Deus

O casamento nasceu no coração de Deus.

A Palavra de Deus declara em:
  • (Gênesis 2:24) "Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne."
Mas para que ele seja uma bênção, Deus estabeleceu um modelo, porque ninguém entende mais de ser humano e de casamento do que o criador. Ele deixou em Sua Palavra o papel definido para o homem e para a mulher.


Deus colocou o homem como 
o cabeça da mulher

Está escrito em:
  • (Efésios 5:23) "Pois o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, que é o seu corpo, do qual ele é o Salvador."
Ele é o responsável por exercer a liderança no lar.

Vamos ver... 
Algumas responsabilidades do homem 
como o cabeça do lar:

1ª responsabilidade: Liderança

Ele é o responsável por exercer a liderança na família, mas para que essa liderança tenha a aprovação de Deus, tem que ter como base a justiça, isto é:
  • Comportamentos irrepreensíveis.
  • Ações retas.
Um líder tem que ser um exemplo, porque o exemplo fala mais alto do que as palavras.


2ª responsabilidade: Disciplina e instrução

Ele é o maior responsável por corrigir e ensinar os filhos.


3ª responsabilidade: Moradia e comida

É uma responsabilidade básica do homem proteger e alimentar sua família.


4ª responsabilidade: Vida espiritual

O MARIDO é o responsável por manter a família no caminho do Senhor.
O homem é a base do casamento. Ele foi estruturado emocionalmente por Deus para ser:
  • O líder
  • O protetor
  • O provedor da família.

Agora vamos ver...
Algumas responsabilidades do homem 
como marido

1ª responsabilidade: Amar a esposa e se entregar por ela

(Efésios 5:25) "Maridos, amem suas mulheres, assim como Cristo amou a igreja e entregou-se a si mesmo por ela."

Amar a esposa e se entregar por ela, significa:

Tratar com...
  • Respeito.
  • Bondade.
  • Carinho.
  • É fazer de tudo para que a sua esposa seja feliz.

2ª responsabilidade: Coabitar com entendimento

(1 Pedro 3:7) "Igualmente vós, maridos, coabitai com elas com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais fraco; como sendo vós os seus co-herdeiros da graça da vida; para que não sejam impedidas as vossas orações."

Viver com inteligência, mantendo um lar tranquilo, tendo um bom relacionamento familiar...

Agora vamos ver...
Duas responsabilidades da mulher:

1ª responsabilidade: Servir como ajudadora para aceitar e colaborar com o seu marido.

(Gênesis 2:18) "Então o Senhor Deus declarou: "Não é bom que o homem esteja só; farei para ele alguém que o auxilie e lhe corresponda."

A esposa é ajudadora do marido, ela ajuda:
  • Liderança.
  • Disciplina e instrução dos filhos.
  • Moradia e comida.
  • Vida espiritual.
Eles devem sentar juntos para ver o que é melhor para a família... Mas a palavra final é sempre do marido... 

Ela deve ser obediente ao seu marido:
  • (Efésios 5:22) "Mulheres, sujeitem-se a seus maridos, como ao Senhor."
2ª responsabilidade: Edificar a sua casa

(Provérbios 14:1) "Toda mulher sábia edifica a sua casa; mas a tola a derruba com as próprias mãos."

Uma mulher sábia faz do seu lar um lugar de grande bênção... Um lugar de tranquilidade... De felicidade...

Conclusão:

O sucesso do casamento está em cada um dos cônjuges cumprir o seu papel dentro do casamento, um sendo bênção na vida do outro.

Graça e paz,
Pra. Angela Caldas.