Translate

sábado, 7 de fevereiro de 2015

Vencendo O Gigante Da Tentação

O que é tentação?
  • Em grego (PEIRASMOS): Sedução ao pecado, tentação, seja originada pelos desejos ou pelas circunstâncias externas.
Em outras palavras... Desejo fortíssimo de praticar atos contrários à Palavra de Deus.

Todo ser humano sofre tentações?

Todo ser humano sofre tentações... Até o Senhor Jesus foi tentado (Mateus 4:1-11), mas não cometeu pecado.
  • (Hebreus 2:18) "Porque, tendo em vista o que ele mesmo sofreu quando tentado, ele é capaz de socorrer aqueles que também estão sendo tentados”.
  • (Hebreus 4:15) "Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado”.
Ela é o principal campo de batalha que o cristão enfrenta, por isso na oração modelo (prioridade de oração), Jesus nos ensinou a orar em relação à tentação:
  • (Mateus 6:13a) "E não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal"...
Temos que orar e pedir ao Senhor para nos ajudar a não nos envolvermos em tentações, porque em grande parte enfrentamos tentações por falta de vigilância... De sabedoria.

A tentação não é pecado, mas é o processo que leva ao pecado:

(Tiago 1:13-16)
  • Somos tentados naquilo que mais nos atrai.
 (13) “Quando alguém for tentado, jamais deverá dizer:
Passamos por períodos de tentações...

"Estou sendo tentado por Deus. Pois Deus não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta.
A tentação não vem de Deus, porque Deus não tem parte com o mal.

(14) Cada um, porém, é tentado pela própria cobiça, sendo por esta arrastado e seduzido.
O homem é tentado pela sua própria cobiça, pelos seus próprios maus desejos...

Aqui nasce o pecado:
(15) Então a cobiça, tendo engravidado, dá à luz o pecado; e o pecado, após ter-se consumado, gera a morte.
E quando a cobiça é alimentada com pensamentos... Leva ao ato pecaminoso... Gerando assim a morte espiritual.
  • O que leva ao ato pecaminoso é o desejo alimentado... E não a tentação em si. 

(16) Meus amados irmãos, não se deixem enganar”.
  • (1 Pedro 5:8) "Sejam sóbrios e vigiem. O diabo, o inimigo de vocês, anda ao redor como leão, rugindo e procurando a quem possa devorar”.

Precisamos ter esse entendimento:
Ninguém é tentado acima das próprias forças

(1 coríntios 10:13) "Não sobreveio a vocês tentação que não fosse comum aos homens.
A tentação é comum ao ser humano.

E Deus é fiel; ele não permitirá que vocês sejam tentados além do que podem suportar.
Deus conhece o limite das nossas forças.

Mas, quando forem tentados, ele lhes providenciará um escape, para que o possam suportar”.
Se permanecermos firmes Deus proverá um escape.

Mas podemos ser tentados na fragilidade do momento, o que faz parecer que ela é grande demais:


1º ataque: Cobiça da carne
  • Depois de jejuar 40 dias e 40 noites, foi tentado a usar o poder divino para vantagem própria. 
(Mateus 4:3) "O tentador aproximou-se dele e disse: "Se você é o Filho de Deus, mande que estas pedras se transformem em pães".
Resistiu à tentação de satisfazer a Sua carne.
  • Tentação no plano físico.

Resposta:
(Mateus 4:4) Jesus respondeu: "Está escrito: ‘Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus’".
Jesus combateu a tentação com um recurso que todos nós temos a nossa disposição: "A Palavra de Deus”.
  • A resposta foi adequada à tentação enfrentada.

2º ataque: Soberba da vida
  • Essa passagem bíblica fala de confiança em Deus e não em colocar Deus à prova... E o diabo ainda omitiu parte do texto “para te guardarem em todos os teus caminhos” (Salmo 91:11). Deus nos protege quando andamos no caminho, ou seja, dentro da Sua vontade revelada na Palavra.

(Mateus 4:5,6) “Então o diabo o levou à cidade santa, colocou-o na parte mais alta do templo e lhe disse: "Se você é o Filho de Deus, jogue-se daqui para baixo. Pois está escrito: ‘Ele dará ordens a seus anjos a seu respeito, e com as mãos eles o segurarão, para que você não tropece em alguma pedra’".
Resistiu à tentação do sensacionalismo.
  • Tentação no plano intelectual.

Resposta:
(Mateus 4:7) “Jesus lhe respondeu: "Também está escrito: ‘Não ponha à prova o Senhor, o seu Deus’".
  • A resposta foi adequada à tentação enfrentada...

3º ataque: Cobiça dos olhos
  • O diabo ofereceu um atalho para a honra... A coroa sem a cruz... (É necessário aprender a discernir o tempo de Deus para as nossas vidas...).
(Mateus 4:8,9) "Depois, o diabo o levou a um monte muito alto e mostrou-lhe todos os reinos do mundo e o seu esplendor. E lhe disse: Tudo isto lhe darei, se você se prostrar e me adorar".
Resistiu à tentação de anular a cruz.
  •  Tentação no plano espiritual.

Resposta:
(Mateus 4:10) “Jesus lhe disse: "Retire-se, Satanás! Pois está escrito: ‘Adore o Senhor, o seu Deus e só a ele preste culto’".
  • A resposta foi adequada à tentação enfrentada...


Só na Palavra de Deus estão as verdadeiras bênçãos...
  • (Provérbios 8:18) "Comigo estão riquezas e honra, prosperidade e justiça duradouras”.

Como vencer a tentação?

1) Alimentando o nosso espírito com a Palavra de Deus:

(Gálatas 5:17) "Pois a carne deseja o que é contrário ao Espírito; e o Espírito, o que é contrário à carne. Eles estão em conflito um com o outro, de modo que vocês não fazem o que desejam”.
Enfrentamos uma guerra espiritual... Se alimentarmos o nosso espírito com Palavra de Deus... Venceremos.

Devemos andar no espírito:
  • (Gálatas 5:16) “Por isso digo: vivam pelo Espírito, e de modo nenhum satisfarão os desejos da carne”.

2) Vigiando e Orando:
  • Vigiar grego (GREGOREUO): Tomar cuidado para que, por causa de negligência e indolência, nenhuma calamidade destrutiva repentinamente surpreenda alguém.

(Mateus 26:41) "Vigiem e orem para que não caiam em tentação. O espírito está pronto, mas a carne é fraca".
Reconhecer a fragilidade humana. Não podemos falar que é forte aquilo que o próprio Senhor Jesus falou que é fraca.

Muitas tentações que enfrentamos é por falta de vigilância:
  • (1 Coríntios 10:12) “Assim, aquele que julga estar firme, cuide-se para que não caia”!

3) Fugindo da tentação:
  • (Provérbios 14:6) “O sábio é cauteloso e evita o mal, mas o tolo é impetuoso e irresponsável”.

O cristão sábio foge de todo os tipos de situações que provocam a tentação, para não chegar ao ponto de se tornar insuportável...
  • Foge... Aparência do mal: (1 Tessalonicenses 5:22) "Abstende-vos de toda a aparência do mal".
  • Foge... Desejos da carne: (2 Timóteo 2:22) "Fuja dos desejos malignos da juventude e siga a justiça, a fé, o amor".
  • Foge... Da prática do pecado(1 Coríntios 6:18) "Fujam da imoralidade sexual. Todos os outros pecados que alguém comete, fora do corpo os comete; mas quem peca sexualmente, peca contra o seu próprio corpo".
  • Cuidado com as amizades: (1 Coríntios 15:33) "Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes".
Fugindo de tudo que nos atrai...


4) Decisão pela santidade:

(Daniel 1:8) "Daniel, contudo, decidiu não se tornar impuro com a comida e com o vinho do rei, e pediu ao chefe dos oficiais permissão para se abster deles".
Santidade é decisão... Se não tomarmos decisão pela santidade a queda é certa... Temos que decidir não nos contaminarmos com o pecado. 
  • (Romanos 12:) "Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional".

Conclusão:

Só conseguiremos vencer a tentação quando Deus estiver em primeiro plano em nossa vida:
  • (Marcos 12:30) “Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma, de todo o seu entendimento e de todas as suas forças”.
O amor a Deus, nos leva a busca do conhecimento da Palavra... Conhecendo a Palavra, aprendemos os princípios bíblicos... E dando liberdade ao Espírito Santo, Ele trabalha em nossas vidas transformando o nosso caráter e nos fortalecendo.

"Peça ao Senhor que faça da sua vida uma glória para ele, um perigo para o diabo, uma força para sua igreja e um testemunho para o mundo". Frederick P. Wood


Graça e paz,
Pra. Angela Caldas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Registre e compartilhe conosco uma experiência vivida ou um comentário de bênção. Obrigado