Translate

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Seja Persistente Na Oração

  • O que é orar com persistência? É orar com firmeza, com coragem... Até receber a benção... Não desistir por causa dos obstáculos e do tempo. 

Introdução:
Essa passagem bíblica (Mateus 15:21-28) é recheada de lições de vida, que se colocarmos em prática viveremos uma vida de oração eficaz.
Aprendemos com essa mulher Cananeia a não desistir. Ela não permitiu que nenhum obstáculo a desencorajasse de buscar a cura para sua família (filha):

1º obstáculo: Ela era Cananeia (Mateus 15:22): 
  • Os Cananeus eram inimigos de Israel.
2º obstáculo: Era gentia (Mateus 15:24):
  • Os gentios não tinham o direito natural de pedir nada ao Messias judeu. A salvação é para todos... (Salmo 22:27), mas era primeiramente para os judeus...
3º obstáculo: Era mulher (João 4:27):
  • Os rabinos judeus não davam atenção para as mulheres.

Aprendendo com a mulher Cananeia
(Mateus 15:21) "Partindo Jesus dali, retirou-se para os lados de Tiro e Sidom.
(22) E eis que uma mulher Cananeia, que viera daquelas regiões, clamava: Senhor, Filho de Davi, tem compaixão de mim! Minha filha está horrivelmente endemoninhada. 
Essa mãe ao buscar a cura pela sua família (filha), aproximou-se de Jesus com uma abordagem tríplice:
1º -  Reconheceu Jesus como mestre chamando-o "Senhor". 
2º - Reconheceu Jesus como verdadeiro Rei, chamando-o "Filho de Davi".
3º - E fez uma oração com humildade: "Tem compaixão de mim! Minha filha está horrivelmente endemoninhada".

(23) Ele, porém, não lhe respondeu palavra.
4º obstáculo: Enfrentou o silêncio de Jesus.
Nós não podemos permitir em nossa vida de oração, que o silêncio de Deus, seja um obstáculo para o desânimo, para desistirmos de uma oração...
A mulher Cananeia não permitiu...

E os seus discípulos, aproximando-se, rogaram-lhe: Despede-a, pois vem clamando atrás de nós. 

5º obstáculo: Enfrentou a falta de compaixão dos discípulos.
  • Impacientes com sua persistência em segui-los e clamar, os discípulos disseram: "Despede-a, pois vem clamando atrás de nós".
Às vezes nós também enfrentamos a falta de compaixão dos outros quando as pessoas não dão importância a nossa dor... Quando desistem de nos ajudar em oração... 

Nós não devemos desistir de uma oração... Mesmo se nos faltar o apoio...
    (24) Mas Jesus respondeu: Não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel.
    6º obstáculo: Enfrentou a rejeição.
    • Jesus não estava negando de curar a filha dela... E sim falando que a preferência era dos judeus...
    Quantas vezes oramos meses por uma benção... Ou até mesmo anos... E vemos as outras pessoas desfrutando aquilo que o nosso coração deseja... 
    Nós não podemos permitir que a inveja, a amargura dominem o nosso coração...
    A mulher Cananeia não permitiu...
      (25) Ela, porém, veio e o adorou, dizendo: Senhor, socorre-me! 
      Depois de enfrentar tantos obstáculos... Ela ainda adora com uma oração: "Senhor, socorre-me!"
      Não devemos permitir que a murmuração tome conta do nosso coração e da nossa boca... 
      A demora não significa que Deus não quer nos abençoar...
      Deus tem um tempo determinado para todas as bençãos se cumprirem em nossas vidas...
      •  (Eclesiastes 3:1) "Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu."
        Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.
        Eclesiastes 3:1


      (26) Então, ele, respondendo, disse: Não é bom tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos.

      7º obstáculo: Enfrentou a humilhação. Ela foi menosprezada, porque não era a prioridade de Jesus...
      • O termo que Jesus usou no original se refere a um "cachorrinho de estimação"... Jesus não estava falando que não iria abençoá-la, mas que a prioridade era o povo da aliança (judeus)...
      Deus prova o nosso coração antes de nos abençoar...
      • (Deuteronômio 8:2,3) "Lembre-se de como o Senhor, o seu Deus, os conduziu por todo o caminho no deserto, durante estes quarenta anos, para humilhá-los e pô-los à prova, a fim de conhecer suas intenções, se iriam obedecer aos seus mandamentos ou não.
        Assim, ele os humilhou e os deixou passar fome. Mas depois os sustentou com maná, que nem vocês nem os seus antepassados conheciam, para mostrar-lhe que nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca do Senhor."
      Obs.: Jesus deu primeiro aos judeus a oportunidade de aceitá-lo como seu Messias.

      (27) Ela, contudo, replicou: Sim, Senhor, porém os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus donos.
      Ela respondeu a Jesus com humildade e maturidade. Suas respostas mostrava que ela crescia na fé...E não estava disposta a deixar Jesus partir sem uma definição...
      • É verdade que os cachorrinhos de estimação não se assentam à mesa, mas conseguem comer das migalhas que caem no chão.  
      Ela não permitiu que nenhum dos obstáculos a impedisse de continuar o seu clamor pela sua filha...
      Ela tinha uma alvo, e não se desviou dele:
      • A cura de sua filha.
      (28) Então, lhe disse Jesus: Ó mulher, grande é a tua fé! Faça-se contigo como queres. E, desde aquele momento, sua filha ficou sã". 
      Que resposta maravilhosa... "Faça-se contigo como queres".
      Deus sempre recompensa a fé... A obediência... A persistência...
      Aprendemos aqui que quando Deus extrai de nós o que Ele deseja, o milagre em nossa vida é instantâneo.



      Conclusão:
      Essa mulher é um grande exemplo de persistência... Devemos seguir o exemplo dela ao orarmos pela nossa família...
      Ela persistiu quando tudo parecia estar contra ela...
      Tudo estava desfavorável:
      • Era gentia.
      • Era mulher (os rabinos não davam atenção às mulheres).
      • Os discípulos não estavam favorecendo em nada...
      • Até as palavras de Jesus estava dando a impressão de estar contra ela.
      Sua persistência durante esse breve encontro com Jesus revelou não somente a determinação... Mas também uma fé crescente...
      Ela demonstrou um forte amor pela família...
      Todos essas situações só levaram ela a Persistir... Persistir... Persistir...

      Obs.: Em termos espirituais os gentios estavam "distantes", isso mudou no Calvário, quando Jesus Cristo morreu tanto pelos judeus quanto pelos gentios.

      "Orar com persistência é orar sabendo que Deus pode fazer todas as coisas." (Emanuelly 10 anos).


      Graça e paz,
      Pra. Angela Caldas.

      Nenhum comentário:

      Postar um comentário

      Registre e compartilhe conosco uma experiência vivida ou um comentário de bênção. Obrigado